Apresentação

A Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação (DPPG) é o Órgão Executivo Especializado que se ocupa da proposição, implementação e acompanhamento dos cursos de Pós-Graduação stricto e lato sensu, bem como da política de incentivos e de acompanhamento das atividades de Pesquisa realizadas na Instituição, competindo-lhe, para este fim, implementar as deliberações dos Órgãos Colegiados Superiores e do Conselho de Pesquisa e Pós-Graduação (CPPG). Para realizar suas ações, a Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação conta em sua estrutura organizacional, com quatro coordenações gerais:

As atividades de Pesquisa e Pós-Graduação no CEFET-MG foram efetivamente iniciadas no final da década de 80, com a criação da Assessoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Extensão (AEPEX) e aprovação pela CAPES do primeiro Curso de Mestrado da Instituição, denominado Mestrado em Tecnologia, o qual foi instituído a partir de um convênio com a Loughborough University, Inglaterra. A partir de 1991, o Curso de Mestrado em Tecnologia passou a dispor de infraestrutura e corpo docente próprios, sendo criada a área de concentração em Educação Tecnológica e, posteriormente, a área de Manufatura Integrada por Computador. No Curso de Mestrado em Tecnologia foram defendidas 198 dissertações no período de 1992 a 2005 (ano de sua extinção).

A partir de 2005, por sua vez, iniciou-se uma forte expansão da Pós-Graduação stricto sensu no CEFET-MG, com a recomendação pela CAPES de dois novos Cursos de Mestrado: Educação Tecnológica e Modelagem Matemática e Computacional, com início de funcionamento desses cursos no segundo semestre de 2005. Nos anos subsequentes, mais seis propostas de Cursos de Mestrado foram recomendadas pela CAPES, dando origem aos Cursos de Mestrado em: Engenharia Civil (2007), Engenharia da Energia (2008), Engenharia Elétrica (2009), Estudos de Linguagens (2009), Engenharia de Materiais (2010) e Administração (2014). Em 2012 e 2014 foram recomendados pela CAPES os Cursos de Doutorado em Modelagem Matemática e Computacional e Estudos de Linguagens, respectivamente, cujos funcionamentos iniciaram-se em maio de 2013 e março de 2015. Em 2016, o CEFET-MG passa a integrar o Programa de Pós-Graduação Multicêntrico em Química de Minas Gerais.

Para maiores informações sobre cursos de Pós-Graduação stricto sensu, acesse aqui.

Finalmente, quanto à Pós-Graduação lato sensu (cursos de especialização), a qual tem sua oferta iniciada ao final da década de 1980, deve-se ressaltar que seus Cursos prevêem uma estreita interação nos âmbitos organizacional e curricular, entre o Ensino e a Extensão. Assim, sua administração é levada a termo pelos órgãos centrais da instituição ligados à Pós-Graduação e à Extensão. Em 2012, a Instituição contava com 06 (seis) cursos desta natureza em funcionamento. Para maiores informações sobre cursos de Pós-Graduação lato sensu, acesse aqui.

 

Editores